Comer bem demais pode fazer mal

Alimentação saudável é algo positivo, com tudo de bom que daí pode advir. Nos dias de hoje, felizmente, é cada vez maior a adesão a estilos de vida saudáveis, com foco na alimentação certa e prática de exercício físico. As campanhas promovidas, a proximidade dos nutricionistas, os alertas constantes que relacionam a alimentação desequilibrada com doenças graves têm tido efeito no aumento do interesse pela área. Contudo, mais do que uma alimentação saudável, quer-se uma alimentação equilibrada! Se um indivíduo segue as recomendações alimentares ditas saudáveis ao ponto de se isolar socialmente; não se permitir de todo ingerir alimentos menos saudáveis (sentindo-se culpado quando o faz); se controla valores calóricos e nutricionais de qualquer alimento que ingere; se tem dificuldade em ingerir refeições preparadas por outros; e gasta grande parte do seu tempo no planeamento, preparação e confeção das refeições; então podemos estar perante um caso de ortorexia. Esta patologia ainda não é considerada uma doença de comportamento alimentar, como outras que conhecemos, como a bulimia ou a anorexia. Todavia, tem tudo que ver com comportamento e alimentação. A preocupação com estes indivíduos passa pelo facto desta obsessão levar a alterações de comportamento que irão afetar a sua saúde física e mental, alterando a qualidade de vida. O diagnóstico deste estado clínico não é fácil, tendo em conta a aparente aceitação social dos comportamentos saudáveis. É a obsessão que retira a este conceito o equilíbrio. Eles necessitam de um acompanhamento multidisciplinar, envolvendo nutricionistas, psicólogos e médicos. Os nutricionistas têm como papel desmistificar eventuais crenças baseadas em conceitos errados que possam existir, visto que muitas das vezes estes indivíduos são autodidatas e procuram as suas informações através de fontes pouco seguras.

Paula Martins* alimentação *nutricionista e autora do blogue Nutrisaber

Please follow and like us:

Faça o primeiro comentário a "Comer bem demais pode fazer mal"

Comentar

Gostaste do que leste? Assina, faz gosto e partilha