Mexa-se, pela sua saúde

Por Paula Martins* | Que o exercício físico nos faz bem, já todos sabemos. No entanto, do saber à ação vai ainda um grande caminho. Concluiu-se que, em Portugal, apenas quatro em cada dez adultos faz (ou já fez) exercício físico diário. Desde 2016 que está em vigor a Estratégia Nacional para a Promoção da Atividade Física, da Saúde e do Bem-Estar, promovida pela Direção Geral de Saúde. Este programa (a funcionar até 2025) visa aumentar a prática de atividade física, combatendo o sedentarismo dos portugueses através de pequenos gestos. De acordo com o documento, dedicando dez minutos do nosso dia a esta prática, conseguiremos reduzir a prevalência de algumas doenças crónicas. Muitos são os estudos que fazem uma clara relação entre a inatividade física dos indivíduos e a ocorrência de doenças. São dados da Organização Mundial de Saúde que um milhão de pessoas morre, por ano, na Europa, com doenças relacionadas com o sedentarismo. Esta medida da tutela vem dar resposta à situação que se verifica atualmente, com o objetivo de promover uma maior longevidade e qualidade de vida dos portugueses, o que se refletirá em poupança de custos na área da saúde, assim como uma maior assiduidade e produtividade da população ativa. A responsabilidade de promoção da atividade física deve também ser atribuída aos municípios, pela criação de ambientes e condições propícias à realização da mesma; aos profissionais de saúde, que devem alertar e consciencializar os seus utentes dos benefícios de uma vida fisicamente ativa; e às empresas, que devem ter noção que a produtividade dos seus colaboradores será tanto maior quanto mais saudáveis estes se encontrarem. Também o seu nutricionista o poderá ajudar nesta mudança de atitude, recomendando-lhe que exercícios poderá fazer, que espaços utilizar, com que frequência ou intensidade o deverá fazer, tendo em conta a sua idade, condição física e estado de saúde. Informe-se!

 

*nutricionista e autora do blogue Nutrisaber

Please follow and like us:

Faça o primeiro comentário a "Mexa-se, pela sua saúde"

Comentar

Gostaste do que leste? Assina, faz gosto e partilha