O perigo das redes sociais

Por Guida Alves* | A privacidade é o direito à reserva de informações pessoais e da própria vida. Com as redes sociais, este conceito há muito se tornou frágil. Podemos definir os nossos próprios parâmetros, delimitando aquilo que entendemos que devemos dar a conhecer aos outros, mas nem sempre conseguimos controlar na totalidade aquilo que queremos que os outros conheçam de nós. Nas gerações mais novas, que nasceram e cresceram neste mundo das redes sociais, o limite da gestão da sua privacidade ou da privacidade dos outros é muito ténue e frágil, o que associado a princípios morais pouco cimentados ou à falta deles, pode ter um resultado catastrófico, com consequências sociais por vezes irreversíveis .
Recordo-me de um caso que acompanhei já há alguns anos, de uma jovem que na ingenuidade da sua adolescência se relacionou com um jovem de quem gostava muito. Porém, a relação sentimental que desenvolveram era absolutamente assimétrica em termos emocionais: ela amava-o, ele queria apenas uma relação sexual condimentada com experiências a que só se assiste em filmes de adultos. A jovem acedeu a que o seu encontro amoroso fosse filmado numa primeira vez e num segundo encontro o filme continuou. Tudo parecia perfeito aos olhos da jovem ena-morada e feliz com falsas juras de amor do seu amado. Mas, aquilo que significava muito para ela, representava apenas o registo de uma experiência sexual para aquele rapaz, que apenas queria reproduzir o seu feito perante todos os seus colegas de forma a poderem testemunhar a sua masculinidade. O vídeo caiu no youtube e a jovem rapariga saiu do anonimato num agrupamento de escolas com mais de 1500 alunos. O seu amor havia sido destruído, o respeito por si morreu no dia em que todos souberam e viram o vídeo. Ridicularizaram-na e criticavam-na. O final da história? As suas qualidades e valores desapareceram para os outros, foram engolidas pela vergonha, pelo desrespeito. A jovem acabou por ir viver para o estrangeiro com um dos seus progenitores.

 

*Guida Alves é psicóloga e escreve na revista gira

Please follow and like us:

Faça o primeiro comentário a "O perigo das redes sociais"

Comentar

Gostaste do que leste? Assina, faz gosto e partilha